HISTÓRIAS DE VIDA: Mulher viúva blocos e cimento

Redacção

Leonor Mutambe perdeu o seu marido no ano de 2009. Quando o ‘céu se fechou’, decidiu assumir o comando da casa e resolver uma série de questões que se encontravam pendentes. Construir uma residência condigna para a sua família, era uma das prioridades. Sem recursos para contratar mão-de-obra, vestiu-se de macacão, produziu blocos e, na altura de executar a obra, auxiliou os seus sobrinhos a erguer a casa.

Trata-se de uma mulher e tanto. De 51 anos de idade, mãe de cinco filhos, o mais velho com 30 anos e trabalhador das minas na África do Sul, vem enfrentando há aproximadamente duas décadas dificuldades no seu dia-a-dia.

O seu casamento com o finado marido, parece não ter sido das melhores decisões da sua vida. Após migrarem de Zavala para a capital do país, Maputo, em 1999, e instalarem-se em Sikwama, município da Matola, optou, a dada altura, por residir na terra do rand, onde o marido tinha o seu ganha-pão.

O que ela não esperava é que, seis meses depois, seria deixada ao Deus dará. “Abandonou-me e fugiu com outra mulher. Fiquei sozinha numa casa arrendada”. Quem a safou foi uma vizinha que, sensibilizada com a sua condição, criou condições para que voltasse à Moçambique.

Entretanto, os passos do seu marido foram interrompidos quando em 2009 viu-se obrigado a regressar ao seu país de origem, por motivos de doença.

Leia mais...

 

Pub