SAÚDE PÚBLICA: Número elevado de crianças ainda sofre de desnutrição crónica

A desnutrição crónica continua a ser uma dor de cabeça para as autoridades de Saúde do país, devido aos elevados índices de ocorrência. Dados avançados, semana finda, em Maputo pelo sector indicam que quase metade das crianças menores de 5 anos de idade sofre deste mal. Já em relação à saúde da mulher, 54 por cento em idade reprodutiva padece de anemia.

Com efeito, o Ministério da Saúde (MISAU) lançou os projectos (1) Minuto de Nutrição e mNutrition, que visam reforçar a disseminação de informações educativas sobre saúde, para combater o mal que afecta diferentes regiões do país. A iniciativa é financiada pelo Reino Unido em mais de 250 mil dólares americanos.

(1)Minuto de Nutrição consiste na divulgação de mensagens com vista a levar a sociedade a reflectir sobre as boas práticas na garantia de boa saúde, falando sobre a importância do aleitamento materno, promovendo a educação alimentar, a qualidade de vida através de consumo de alimentos saudáveis e produzidos localmente. A transmissão será feita através de spots televisivos e radiofónicos.

Já o projecto mNutrition irá, igualmente, difundir mensagens sobre nutrição, no entanto, através de telemóveis, enviando mensagens de texto ou efectuando chamadas telefónicas. As mensagens serão destinadas a mulheres em idade reprodutiva, adolescentes e às famílias em geral, e numa fase experimental transmitidas em línguas locais, como Changana e Macua.

No acto do lançamento, a Ministra da Saúde, Nazira Abdula falou sobre a importância dos projectos ora lançados que poderão contribuir para combater um mal que tem graves consequências na saúde dos indivíduos no geral, e das crianças, em particular, tais como “infecções durante a infância que podem levar morte, a diminuição do desempenho escolar, a diminuição da capacidade de trabalho, o aumento de risco das doenças degenerativas como é o caso da obesidade e da diabetes no adulto, são por nós bem conhecidas”, conforme enumerou.

Na ocasião, explicou que o Governo tem feito esforços no sentido de erradicar o mal que afecta a saúde pública, embora tenha reconhecido que todos juntos ainda somos poucos para vencer o desafio da educação para a mudança social e de comportamento sobre a nutrição”, sendo por isso importante “não desperdiçar qualquer oportunidade de falar, informar e educar sobre a nutrição, onde quer que estejamos”.

QUEBRAR TABUS

Ao que domingo apurou no local, um dos problemas que o MISAU enfrenta tem a ver com a aceitação das mensagens por parte da comunidade. Marla Amaro salientou que as questoes culturais constituem um dos desafios a ter em conta quando se vai trabalhar directamente com a comunidade, daí que, a solução passa por produzir mensagens baseando-se, muitas vezes, no contexto social específico de cada comunidade, daí que “haverá uma série de campanhas nas comunidades com os nossos activistas sociais, com o intuito de garantir a eficácia da mensagem”.

Refira-se que a iniciativa mNutrition já foi implementada em sete países africanos. Em Mocambique, só com uma semana de funcionamento, já conta com mais de 70 mil acessos. 

Por Pretilério Matsinhe

pretilério.matsinhe@snoticicas.co.mz

Versão-Impressa


Editorial

O que fazer com tanta madeira apreendida?
domingo, 23 abril 2017, 00:00
O Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural (MITADER) desencadeou há poucos meses uma mega-operação de fiscalização das áreas de corte,... Leia Mais

Opinião

Desporto

Nacional

Breves

Sociedade

Reportagem

Cultura

Em foco

Temos 350 visitantes em linha

Banca de Jornais

Sociedade do Noticias
  • EconomiaEconomia
  • CulturaCultura
  • DomingoDomingo
  • DesafioDesafio
  • NotíciasNoticias

Conselho de Administração

Bento Baloi Presidente

Rogério Sitoe Administrador

Cezerilo Matuce Administrador