Amendoim ou castanha, café, leite e açúcar. Esta é a composição de um pro­duto confeccionado, pri­morosamente embalado, comercializado, e que parece ter caído no regalo de muitos cidadãos da capital do país.

Desde as primeiras horas da ma­nhã, em quase todos os pontos que dão acesso à metrópole, nas imedia­ções do Hospital Geral José Macamo e na esquina das Avenidas Angola e Joaquim Chissano, encontram-se posicionados comerciantes destes acepipes, exibindo um semblante de tranquilidade, típico de quem tem a certeza do sucesso na venda do produto.

Se o negócio vai muito bem e obrigado, sobre a sua origem, con­dições de fabricação e informações relativas ao próprio fabricante quase nada se sabe.

 Entretanto, na troca de impres­sões que o domingo teve com al­guns cidadãos adeptos do produto, um facto ficou evidente: consumir noguetes está na moda! Sobretudo para a ala dos que estão determi­nados em seguir uma dieta que os faça perder alguns quilinhos. Até porque, conforme disseram os con­sumidores de plantão, o alimento dá alguma sensação de saciedade, uma ilusão que aqui é anulada por Sousa Gastão, especialista em nutrição.

Retornando às condições de fa­bricação, a nossa reportagem ouviu de alguns negociantes do produ­to que não existem sofisticações e muito menos salamaleques para conseguir colocá-lo à disposição da clientela. Basta ter: “amendoim, açúcar e… uma garrafa e uma pa­nela”, enumerou Eugénio Langa, residente nos arredores da cidade de Maputo, fabricante e vendedor desde 2014.

 
Texto de CAROL BANZE
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
 
Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique

Mais lidas