JOÃO CABRAL: Um informático emprestado à música

Texto de Belmiro Adamugy

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
 

 

João Cabral  é um nome a ter em conta quando o assunto é a música moçambicana desenvolvida nos últimos anos. Natural de Maputo, desde cedo abraçou a música como veículo de comunicação não obstante a Informática ocupar um lugar especial na sua vida. Alías, fez uma licenciatura em Informática pela Universidade Eduardo Mondlane antes de arrumar bagagens e rumar para África do Sul onde fez igualmente uma Licenciatura em Jazz Performance e depois um Mestrado em Música e Jazz Performance pela South African College of Music da Cape Town University.

Autor do disco “River of Dreams” (Rio de Sonhos - 2009), está presentemente a desenvolver parcerias várias com músicos norte americanos baseados em Boston e Nova Iorque (Estados Unidos da América) para além de trabalhar para finalizar o seu segundo disco de originais cujas músicas foram já captadas. Aliás, o disco conta com colaborações de Mark Whitfield (norte americano), Childo Tomás, Chuk Okpu (nigeriano), Peter Ndlala (sul africano), Kissangwa Mbouta (congolês), Ivan Torres (brasileiro), entre outros que, segundo Joào cabral, deram “um contributo interessante para a transmissão dos meus sentimentos musicais”.

Cabral tem uma rotina simples; acorda normalmente as 6:00 horas e faz uma ginástica que inclui flexões e abdominais.  Come cereais antes de enfrentar o dia e geralmente não almoça. Depois da jornada de trabalho, janta por volta das 19:00 horas ou um pouco mais tarde nos dias em que tem ensaios,  e depois agarra a sua viola para praticar, compor ou fazer arranjos, numa maratona que normalmente termina a uma hora ou horas da madrugada.

Leia mais...

Pub