INVESTIGAÇÃO: Os novos heróis da tuberculose

Ratos estão a surpreender a Medicina. Explorando o seu faro apurado, ajudam a despistar o bacilo da tuberculose com uma precisão que por vezes supera a capacidade de detecção por baciloscopia instalada nas unidades sanitárias. São vinte vezes mais rápidos que as máquinas de  detecção .

Seguem religiosamente o  “we train rats to save life”(treinamos ratos, salvamos vida, em português). São técnicos e treinadores moçambicanos incorporados na APOPO, uma organização com forte apoio do Governo belga que está a desenvolver um trabalho nobre no rastreio precoce da tuberculose e controlo da margem de multiplicação da população infectada.

Basicamente,eles usamratos para cheirar amostras suspeitas.Posteriormente a verificação de microscopia de fluorescência no laboratório APOPO é realizada em amostras suspeitas e os resultados são entregues num máximo de 24 horas.

A estratégia de 24 horas permite que os pacientes obtenham resultados precisos quando retornam à clínica para os resultados dos testes clínicos, o que permite que mais pacientes comecem imediatamente com tratamento. 

Leia mais...

Pub