Trêsgerações de combatentes, provenientes de todo o país e dos 13 distritos de Sofala, lotaram por completo o campo do Ferroviário da Beira para participar no V Festival dos Combatentes por ocasião das celebrações do 7 de Setembro, dia em que em 1974 a FRELIMO e o governo português assinaram os Acordos de Lusaka, pondo fim ao domínio colonial, ao que se seguiu a Independência Nacional, em 25 de Junho de 1975.

A cidade central da Beira foi responsável por acolher as cerimónias centrais. Em discurso de ocasião, o Presidente da República, Filipe Nyusi, destacou o facto de serem os únicos acordos que nunca foram violados, ao mesmo tempo que exortou aos moçambicanos a manterem vigilância face às ameaças de oportunistas descrentes no sucesso da desmobilização e reintegração social dos homens armados da Renamo.

Num desfile os combatentes exibiram os seus dotes perante o Comandante-chefe das Forças de Defesa e Segurança, Filipe Nyusi, que antes passara em revista a guarda de honra. O lema escolhido para este ano foi “Combatente, pela Paz e Desenvolvimento do País”, como forma de dignificar a data e valorizar os seus feitos.

Texto de Domingos Nhaúle

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,6 59,76
ZAR 4,06 4,14
EUR 67,41 68,76

21.08.201Banco de Moçambique