Moçambique é a nossa segunda casa-sublinha António Costa, Primeiro-Ministro português

Texto de Bento Venâncio
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
 
-sublinha António Costa, Primeiro-Ministro português que anunciou o desbloqueio de crédito comercial pela Caixa Geral de Depósitos

O Primeiro-Ministro português considera Moçambique a segunda pátria de muitos portugueses. “O nosso presidente (Marcelo Rebelo de Sousa) olha Moçambique como sua segunda pátria”, disse António Costa, ressaltando os laços profundos que unem o nosso país e Portugal.

Meu pai, de 89 anos, nasceu nesta cidade (Maputo). Tenho familiares aqui em Moçambique”, revelou.

Em resposta, o Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, considerou António Costa um irmão e sublinhou que Moçambique e Portugal têm vindo a construir uma parceria estratégica para desenvolvimento sustentável.

Referiu que as conversações oficiais entre delegações dos dois países, no quadro da visita oficial de António Costa a Moçambique decorreram em ambiente ameno e cordial.

Nyusi destacou a crescente troca de delegações empresariais e ministeriais na concertação permanente sobre matérias de interesse comum. Referiu que o intercâmbio entre Moçambique e Portugal tem sido, a esse nível, bastante profícuo. 

Filipe Nyusi e António Costa rubricaram importantes instrumentos jurídicos de cooperação entre governos de Moçambique e Portugal. Testemunharam a assinatura de memorando de entendimento entre os dois países sobre consultas diplomáticas.

Ambos os países renovaram cooperação no âmbito marítimo, na formação turística, na investigação de acidentes e incidentes aeronáuticos e avalizaram protocolos de cooperação entre ministério do interior e administração interna de Portugal no âmbito de formação de quadros de protecção civil e formação de bombeiros.

Os dois países fizeram revisão de cooperação no transporte aéreo, assinado em Lisboa em 2010, e estabeleceram protocolo de cooperação na investigação de acidentes e incidentes aeronáuticos.

SINAL POLÍTICO FOI DADO

NA DINAMIZACAO DE TROCAS COMERCIAIS

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi e o Primeiro-Ministro português, António Costa, defendem maior expressão nas relações comerciais entre Moçambique e Portugal.

Ambos sublinharam que o sinal político foi dado e acordos foram rubricados em vários domínios desde a formação no quadro do ensino técnico profissional, superior e em áreas vitais como saúde, defesa e segurança

Podemos fazer mais. Governos de ambos os países estão prontos e contam com forte parceria do sector privado”, disse Filipe Nyusi, admitindo que fruto da conjuntura económica internacional as trocas comerciais entre Moçambique e Portugal afrouxaram nos últimos anos.

Temos que voltar aos nossos indicadores e fazer melhor”, salientou o estadista moçambicano.

 Nyusi enalteceu a grande contribuição de pequenas e médias empresas portuguesas no desenvolvimento de Mocambique.

O Primeiro-Ministro de Portugal, António Costa, felicitou Filipe Nyusi pelo esforço na reconstrução da paz em Moçambique e ressalvou que desta forma se abrem excelentes perspectivas para o pleno aproveitamento de enormes potencialidades que o nosso país tem.

A segurança é essencial”, sublinhou António Costa.

O Primeiro-ministro português agradeceu a forma calorosa a Moçambique pelo acolhimento de empresas portuguesas nos tempos difíceis da crise em Portugal.

Leia mais...

 
Pub