Crise como factor de unidade nacional (Conclusão)

Já dá para concluir que a Unidade Nacional, de que se está a falar muito, mas na minha opinião, de forma disfarçada, precisa de ser encarada de frente, não como simples facto de nos sentirmos nacionais do mesmo país, cujos limites todos os dias repetimos: do Rovuma ao Maputo e do Zumbo ao Indico!

Não parece que a Unidade Nacional, deva parecer com o simples facto de cidadãos do Norte se casarem com os do Centro, Sul, e dai resultarem filhos nascidos num e num outro ponto do país; que se esgota com o facto de um nacional do Sul do país viver no Oeste ou no Leste deste grande Moçambique.

Pedro Nacuo

 

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Pub