A semana finda foi marcada pelo encerramento dos três supermercados da Sociedade S2, na cidade de Maputo, uma entidade detida em 30 por centopelo grupo português Sonae e em 70 pela Satya Capital, um grupo de investidores moçambicanos. Trata-se dos supermercados Central no Prédio JAT, baixa de Maputo, na Avenida de Angola e no bairro do Zimpeto, uma decisão que atirou para o desemprego cerca de 400 pessoas.

Ao que se sabe, a sociedade terá accionado um processo judicial para a declaração de insolvência.

A gestão da empresa diz ter-se visto na contingência de pedir a insolvência junto do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, devido à impossibilidade de continuar a operar no mercado por causa da queda acentuada no consumo das famílias moçambicanas.

Por António Mondlhane

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique