ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: Não mexer receitas do Estado nem assediar colegas de serviço

Texto de Pedro Nacuo
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

–antídotos escolhidos pelo decano de administradores de Moçambique, em entrevista ao domingo

Fernando Natal é actualmente o administrador distrital com mais tempo de serviço nessa função em Moçambique. Numa altura em que se apela à moralização da Função Pública, o nosso jornal procurou-o para ouvir a sua experiência, os recados que dá, mas, sobretudo, o seu percurso enquanto servidor do Estado moçambicano, em quase todo o território, com a excepção das províncias da Zambézia, Nampula e Niassa.

A partir da reunião de todos os administradores distritais que teve lugar em Nacala, em Dezembro de 2015, que o Presidente da República, Filipe Nyusi, qualificou-a como de “ritos de iniciação”, à entrada deste ciclo de governação, Fernando Natal foi declarado decano dos administradores distritais do nosso país.

Fernando Natal substituía assim António Fernando Mandlate, que trabalhava no distrito de Vilanculos, em Inhambane, e que, por sua vez, recebera o testemunho de Pedro Seguro, o lendário combatente que largou a função em 2005, depois de 30 anos, pois toda a sua vida de funcionário do Estado passara-a na qualidade de administrador.

Seguro, logo a seguir à Independência, serviu como tal nos distritos de Murrupula, província de Nampula; Zavala e Govuro (neste último por três dias), em Inhambane; Montepuez e Muidumbe, em Cabo Delgado, sua terra natal, até à sua reforma.

Leia mais...

Pub