TRATAMENTO DA MALÁRIA: Vacina testada na Manhiça ensaiada em três países africanos

Desde 2002 que investigadores moçambicanos se juntaram aos de todo o mundo na busca de uma vacina contra a malária. Segundo o Ministério da Saúde (MISAU) a vacina pesquisada na Manhiça, província de Maputo, apresenta potencial promissor e será testada, a partir de próximo ano, em três países africanos, nomeadamente Malawi, Gana e Quénia.

Baltazar Candrinho, director do Programa Nacional de Combate a Malaria, disse que dependendo dos resultados a obter na fase-piloto de ensaio, a Organização Mundial de Saúde (OMS) poderá replicar experiencia noutros países antes da aprovação final da vacina.

Recorde-se que que o produto moçambicano, conhecido inicialmente por RTS,S/AS02, demonstrara no passado potencial de proteger adultos contra infecção, durante vários meses, nos Estados Unidos e na Gâmbia.

O desenvolvimento de uma vacina para crianças é de importância crítica porque crianças menores de cinco anos representam pelo menos 75 por cento das 2,7 milhões de mortes causadas pela malaria todos os anos em todo o mundo.

Em Moçambique a incidência de malaria é alta em todas as províncias, sendo 60 por cento dos pacientes na triagem das unidades sanitárias diagnosticadas com infecção, e os doentes com malária ocupam cerca de 40 por cento das camas nas unidades sanitárias.

Leia mais...

Versão-Impressa


Editorial

Aprendizagem, amizade união e competição
domingo, 16 julho 2017, 00:00
Arrancou sexta-feira última na cidade de Xai-Xai, num ambiente desusado, cheio de cor, luz e alegria, a 13.ª Edição do Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares Gaza... Leia Mais

Opinião

Desporto

Nacional

Breves

Sociedade

Reportagem

Cultura

Em foco

Temos 275 visitantes em linha

Banca de Jornais

Sociedade do Noticias
  • EconomiaEconomia
  • CulturaCultura
  • DomingoDomingo
  • DesafioDesafio
  • NotíciasNoticias

Conselho de Administração

Bento Baloi Presidente

Rogério Sitoe Administrador

Cezerilo Matuce Administrador