EM MAIS UM LEILÃO: Rubi moçambicano rende perto de 55 milhões de dólares

O rubi extraído em Namanhumbir, distrito de Montepuez, acaba de render 54,8 milhões de dólares, no leilão efectuado na Feira de Singapura, conforme confirmou ao domingo Asghar Fakhr, director do Conselho de Administração da Montepuez Ruby Mining, Lda., uma “joint venture” entre a britânica Gemfields e a moçambicana Mwiriti, Lda., com licença de exploração do minério naquela região de Cabo Delgado.

A fonte disse tratar-se de um negócio resultante da venda de 179.169,6 gramas, o que representa em termos monetários uma subida em 24% quando comparado com o último leilão, de 30 de Dezembro passado, que rendeu cerca de 40 milhões de dólares.

Em função desta venda o Estado vai encaixar 5,5 milhões de dólares equivalentes ao imposto de produção, situado em 10 por cento, bem assim, conforme deliberação voluntária do Conselho de Administração da empresa, 1 por cento destinar-se-á à responsabilidade social.

Asghar Fakhr, no contacto telefónico que manteve com a nossa reportagem, a partir do local onde teve lugar o leilão, de 10 a 14 de Junho corrente, considerou o salto como produto dos esforços multissectoriais do Governo de Moçambique que culminaram com a retirada, a partir de 7 de Fevereiro passado, dos 4558 garimpeiros, vindos de 16 países que haviam invadido a região de Namanhumbir.

 

Editorial

Reajuste tarifário de energia impõe-se há anos
domingo, 20 agosto 2017, 00:00
A Electricidade de Moçambique (EDM) anunciou o ajustamento de tarifas de energia eléctrica e sustenta a pertinência desta medida com a justificativa de que está sem fundos para... Leia Mais

Versão-Impressa


Opinião

Desporto

Nacional

Breves

Sociedade

Reportagem

Cultura

Em foco

Temos 319 visitantes em linha

Banca de Jornais

Sociedade do Noticias
  • EconomiaEconomia
  • CulturaCultura
  • DomingoDomingo
  • DesafioDesafio
  • NotíciasNoticias

Conselho de Administração

Bento Baloi Presidente

Rogério Sitoe Administrador

Cezerilo Matuce Administrador