COMBATE À CRIMINALIDADE: PRM expande uso do cão na patrulha e investigação

A Polícia da República de Moçambique (PRM) incrementa a integração do cão em diferentes especialidades policiais, potenciando a busca de drogas, armas e explosivos. domingo apurou que outra especialidade de relevo, em preparação para investigação policial, é a da Odorologia, onde os cães são treinados para identificar suspeitos desde que se tenha algum vestígio conservado, em condições apropriadas, mesmo que tenham passado cinco anos.

A nossa sociedade está habituada a ver a força canina em ocasiões de controlo de manifestações e algumas rotinas de polícia ostensiva, não fazendo ideia das mais profundas aplicações deste amigo do homem de longa data. A nossa Reportagem contactou a Unidade Canina da Polícia da República de Moçambique, no seu quartel central em Maputo, para trazer aos seus leitores a táctica canina e as demais aplicações que a PRM faz do cão.

Ernesto Horácio Zualo, Superintendente Principal da Polícia, recorda-nos, logo à partida, que a unidade canina funcionou até 2016 como Centro de Instrução Canina, sendo mais tarde transformada em unidade operativa.

Esta transformação não retirou, entretanto, a sua componente formativa, continuando a deter exclusividade legal na instrução de cães e seus utentes, ao nível de todas as Forças de Defesa e Segurança. 

Leia mais

Versão-Impressa


Editorial

O Metical
domingo, 18 junho 2017, 00:00
Na semana passada celebrámos o 16 de Junho, dia da criação da nossa moeda, o Metical. Com efeito, o Metical nasceu a 16 de Junho de 1980, num processo de troca do escudo... Leia Mais

Opinião

Desporto

Nacional

Breves

Sociedade

Reportagem

Cultura

Em foco

Temos 301 visitantes em linha

Banca de Jornais

Sociedade do Noticias
  • EconomiaEconomia
  • CulturaCultura
  • DomingoDomingo
  • DesafioDesafio
  • NotíciasNoticias

Conselho de Administração

Bento Baloi Presidente

Rogério Sitoe Administrador

Cezerilo Matuce Administrador