O Gabinete Central de Combate à Corrupção acaba de ordenar a apreensão de bens imobiliários e viaturas da antiga ministra do Trabalho, actual embaixadora de Moçambique, em Angola, Maria Helena Taípo, no prosseguimento das investigações à sua pessoa no quadro do processo de corrupção no Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) que a põe como tendo sido a principal beneficiária ilícita de perto de 100 milhões de Meticais.

As apreensões decorrem sob um mandado judicial que coloca Helena Taípo como arguida no processo de desfalque havido naquela instituição sob dependência directa do ministério, de que era responsável máxima, razão porque se suspeita que os bens tenham sido adquiridos com recurso ao dinheiro fraudulentamente conseguido no referido desfalque.

Fazem parte do produto das buscas chanceladas pela justiça moçambicana documentos que se acredita sejam esclarecedores no âmbito das investigações em curso, podendo ajudar para o esclarecimento dos factos.

Leia mais...

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 165 visitante(s) ligado(s) ao Jornal