Manual Chang, antigo mi­nistro das Finanças e deputado da Assembleia da Repú­blica, retorna amanhã ao tribunal de Kempton Park, em Joanesburgo, África do Sul, onde os seus advogados se ba­tem para que ele não seja extraditado para os Estados Unidos da Amé­rica.

Detido desde 29 de Dezembro, portanto há 71 dias, na África do Sul, a pedido da justiça norte-americana, pesa sobre Manuel Chang acusação de crimes de conspiração para fraude electrónica, fraude com valores imobiliários e la­vagem de dinheiro.

Na passada quinta­-feira, o tribunal decidiu que os pedidos de extra­dição de Moçambique e dos Estados Unidos de­vem ser analisados em separado.

De referir que ainda na quinta-feira o pro­curador J.J. Du Toit fez a entrega da notificação sobre a entrada do pe­dido de Moçambique na justiça, tendo explicado que os dois pedidos fo­ram assinados pelo mi­nistro da Justiça, sendo que no dia 4 de Março foi emitido um manda­do de captura, pelo que Manuel Chang foi preso, na quinta-feira, pela se­gunda vez, desta feita a pedido das autoridades judiciais moçambicanas.

Leia mais...

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 206 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas