Texto de António Mondlhane

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
 
 

Está ligado à banca comercial moçambicana há mais de 20 anos. O seu nome é João Figueiredo e é o actual presidente do Conselho de Administração do Moza Banco. Aceitou ter dois dedos de conversa com domingo para falar, naturalmente, do sistema financeiro que na sua opinião está cada vez mais sólido, e da mecânica para o estabelecimento das taxas de juro.

Sobre o preço do dinheiro (taxa de juro) considera que apesar dos desafios prevalecentes é expectável que, a curto prazo, as taxas praticadas pela banca comercial apresentem uma significativa redução, em resultado da melhoria contínua do ambiente de negócio e da actividade económica no país.

Em relação ao Moza Banco, instituição financeira que ajudou a reflutuar, João Figueiredo diz: o ano de 2017 ficará definitivamente marcado como o ano da refundação e reestruturação financeira da nossa instituição.

Em 2018 a nossa ambição é aumentar os níveis de negócio, e, sobretudo, aprofundar a nossa relação com os clientes.

Eis os excertos da entrevista: O seu nome está associado aosucesso de pelo menos três bancoscomerciais moçambicanos(BIM, Banco Único e agora bancoMoza). Qual é o segredo?

Leia mais...

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique