ESCÂNDALO ATRÁS DE ESCÂNDALO: Temer acusado de corrupção e organização criminosa

• Delator disse que pagou 4,7 milhões de reais (cerca de 1,5 milhões de euros) a Temer entre 2010 e 2017

• Procurador-geral classifica as conversas do presidente de “estarrecedoras”. Delator Joesley Batista cita também Lula e Dilma

O Presidente do Brasil, Michel Temer (PMDB), foi sexta-feira formalmente acusado de corrupção, organização criminosa e obstrução à justiça pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por provas entretanto consideradas “consistentes” por Edson Fachin, o juiz relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal. Janot classificou as conversas de Temer com o delator Joesley Batista, dono do gigante da área alimentar JBS, de “estarrecedoras”. Até ao meio da tarde de sexta-feira já tinham avançado 12 pedidos de impeachment do presidente e três partidos abandonado a base aliada do governo.

Versão-Impressa


Editorial

Boas notícias
domingo, 21 maio 2017, 00:00
A semana que ontem terminou foi fértil em acontecimentos. Por essa razão, decidimos não nos debruçar apenas sobre um e único tema neste Editorial, como é nosso... Leia Mais

Opinião

Desporto

Nacional

Breves

Sociedade

Reportagem

Cultura

Em foco

Temos 244 visitantes em linha

Banca de Jornais

Sociedade do Noticias
  • EconomiaEconomia
  • CulturaCultura
  • DomingoDomingo
  • DesafioDesafio
  • NotíciasNoticias

Conselho de Administração

Bento Baloi Presidente

Rogério Sitoe Administrador

Cezerilo Matuce Administrador