O ano de 2019 já corre. Este domingo deixamos para trás a primeira semana de Janeiro. A partir de amanhã a vida socioeconómica do país conhecerá um ritmo mais intenso, esgotadas as mini-férias do Dia da Família ou Natal, para os cristãos, e fim de ano.

As eleições gerais e multipartidárias afiguram-se como principal acontecimento deste ano, com a particularidade de, à luz da revisão pontual da Constituição da República e da Lei Eleitoral ractificada em 2018 pelo parlamento moçambicano, os governadores provinciais passarem a ser eleitos por voto directo, à semelhança dos deputados da Assembleia da República e dos membros das assembleias provinciais.

Para os partidos políticos, coligações de partidos e grupos de cidadãos que vão participar deste jogo democrático é tempo de arregaçar as mangas e trabalhar, profundamente, para que os resultados a serem ditados pelo voto saído das urnas sejam aqueles que efectivamente desejam.

Leia mais...