O governador do Banco de Moçambique, Rogério Zandamela, garantiu esta manhã que os principais indicadores económicos mostram sinais de retorno à normalidade, depois de um período conturbado, entre 2014 e 2016.

Segundo afiançou, o retorno da economia monetária é resultado das medidas de política monetária e fiscal.

A actividade económica melhorou o seu desempenho e está cada vez mais diversificada, embora ainda abaixo do seu potencial, tendo o produto interno bruto registado uma taxa de crescimento de 3,7 por cento em 2017 e 3,4 por cento no primeiro semestre deste ano”, disse Rogério Zandamela, intervindo na abertura do 5.º Encontro de Supervisão dos Bancos Centrais dos Países de Língua Portuguesa.

Ainda segundo Zandamela, a inflação, objectivo primário da política monetária nacional, recuou drasticamente, situando-se abaixo de 5 por cento nos últimos oito meses e as Reservas Internacionais Líquidas recuperaram para cerca de 7 meses de cobertura de importações.

A taxa de câmbio do Metical em relação ao Dólar estabilizou em torno de 60 Meticais, depois de ter atingido 80 Meticais em 2016, “e o nosso sector financeiro continua sólido e robusto, contribuindo com cerca de 6 por cento do produto interno bruto”.

Ao nível do sistema financeiro, em 2017, o Banco de Moçambique levou a cabo acções tendentes a fortalecer o quadro regulamentar em vigor, garantir uma maior robustez do sistema financeiro e elevar o nível de transparência do mesmo, incluindo o aumento do capital social dos bancos, de 70.000 para 1.700.000 milhares de Meticais, e do rácio de solvabilidade dos bancos, de oito para um mínimo de 12 por cento.

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique

Mais lidas