A Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze aposta, na presente edição da Facim, no aumento de parcerias com as Pequenas e Médias Empresas (PME).

Ao todo temos 14 Pequenas e Médias Empresas (PME) contra onze que participaram no ano passado. Trouxemos jovens que já estão a trabalhar no âmbito de programas financiados pela agência ou pelos nossos parceiros”, disse Reinaldo Mendiate, director de Estudos e Análises Estratégicas da Agência do Zambeze.

Um dos programas apresentados no certame é o Fundo de Agro-negócio e Empreendedorismo resultante da parceria com o Banco Nacional de Investimentos (BNI) que é uma plataforma de financiamento que apoia jovens recém-formados que saem das escolas técnico-profissionais, por exemplo, da agricultura ou de pecuária.

Este mecanismo apoia financeiramente a jovens com uma taxa de juro que respeita as especificidades deste grupo de recém-graduados, sem experiência no mercado de trabalho. A aposta é na área do comércio e produção”.

Reinaldo Mendiate garantiu que tem recebido visitantes nacionais e estrangeiros que procuram oportunidades de investimento no Vale do Zambeze, a maioria quer saber da dimensão do mercado, o tipo de empresas com quem poderá trabalhar, entre outros.

Leia mais...

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 184 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas