Política

    Desporto

      Nacional

        Sociedade

          Cultura

            Aumenta diariamente o número de casos relatados de vítimas de mordedura canina. domingo saiu à rua para saber como se pode combater a raiva. Alguns afirmam que é necessário vacinar os cães, outros falam da recolha dos cães vadios.

            Vacinar cães

            ‒Marino Steque, técnico bancário

            Os donos dos cães devem levá-los à vacinação. Esse é o desafio principal, porque notamos que mesmo no centro urbano, onde se supõe que as pessoas tenham mais informação, nem todas vacinam os seus cães.

            Para aqueles cães que não têm dono, é necessário que o município faça um trabalho sério de identificação e vacinação.

            Recolha dos cães

            ‒Félix Aleluia, funcionário público

            Para combatermos a raiva, penso que a saída mais prática é a recolha de cães vadios. Num passado não muito longínquo, tínhamos planos municipais de cães.

            Por outro lado, as pessoas sabem muito pouco sobre a raiva, impondo-se, portanto, a necessidade de promover campanhas de educação sobre esta doença transmitida por cães não vacinados.

            Os cidadãos devem ter a iniciativa de levar os seus animais ao veterinário.

            Criar centros de acolhimento

            ‒Arsénia Gonçalves, corretora de seguros

            Da mesma forma que existem centros de acolhimento para crianças desamparadas, para cães sem dono devia existir um centro onde seriam acolhidos cães sem dono, porque são esses que criam problemas.

            Temos casos também de pessoas que ficam com os seus cães mesmo quando há campanhas de vacinação. Que se criem normas que obriguem as pessoas a levarem os seus animais ao veterinário pelo menos uma vez por mês.

            Tornar veterinários populares

            ‒Gertrudes Tigo, funcionário público

            Penso que não há muito conhecimento sobre a existência de hospitais próprios para os cães. Tem de se tornar o veterinário popular, para que as pessoas comecem a levar os seus animais à vacinação.

            A criação de centros de acolhimento seria também ideal.