O Centro Cultural Franco­-Moçambicano (CCFM) esteve cheio e tornou-se pequeno para abarcar a imensidão de gente que afluiu ao local na última sexta­-feira, para celebrar o Dia Inter­nacional da Mulher, comemorado anualmente a 8 de Março.

Mulheres adultas, jovens e crianças estavam em maior esca­la. Querem animar-se através da música, poesia e dança.

Também havia muitas mu­lheres estrangeiras, que mesmo distantes de casa não se querem dissociar da data importante.

Banda Kakana, Anita Macu­acua, Assa Matusse, Catarina Domingues, Énia Wa Ka Lipan­ga, Gigliola Zacara, Idálvia Bahu­le, Onésia Muholove, Regina Dos Santos, Rhodália Silvestre, Siza­quel Matlhombe, Tchakaze e Xixel Langa eram figuras da noite.

 Às 20.30 horas conforme foi anunciado, o concerto começou. E foi Yolanda Chicane, da Banda Kakana, quem soltou a voz pri­meiro, através de um tema do ba­dalado álbum Serenata. O público gostou, cantou junto com ela e aplaudiu com euforia.

Dispensando apresentadores, foi ela quem chamou a outra can­tora. Sizaquel Matlombe que subiu ao palco e começou a cantar “Ni­cazalile”. A música retrata a vida de uma mulher que tudo faz para agradar ao parceiro e, ainda assim, não é amada e sofre agressões.

Leia mais...

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 167 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas