Dirigiu um grupo musical chamado 40 anos composto por 24 antigos combatentes de libertação nacional, que depois de muito tempo de armas em punho descobriram o seu lado artístico. Emprestam as suas vozes e corpo para alegrar diversas plateias.

José Analumbata é o dirigente do grupo. Encontrámo-lo na cidade de Pemba. Tem 62 anos de idade. Nasceu a 11 de Junho de 1954, em Muidumbe, na província de Cabo Delgado. É pai de quatro filhos, um dos quais está afecto aos Serviços Penitenciários.

Ele canta desde 1968. “Eu canto desde a luta de libertação nacional. E de lá nunca mais parei. É o meu contributo social. E como velha guarda apelo para que as pessoas ouçam e acompanhem as músicas que retratam a nossa história. Aliás, é importante transmitir a mensagem de que a velha guarda é um livro do qual se aprende mais coisas. Se somos hoje velha guarda, significa que em algum momento aprendemos algo que podemos partilhar com os jovens”.

Mesmo com 62 anos, José Analumbata acompanha com efervescência a música e outras artes. “Eu vivo a música e vou acompanhando as novas tendências para estar a par da evolução musical. Lamento que os jovens não estejam a perceber a importância de saber ouvir. Por exemplo, nós não cantamos playback. Tocamos música ao vivo. E os jovens podiam aprender de nós. Mas não querem. Ficam sempre distantes”.

Texto de Frederico Jamisse
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 168 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas