A cantora moçambicana, Lizha James, deu início na última sexta-feira, de um projecto de apelo sobre a caça furtiva. Usando a música, Lizha James junta cantoras da região que ao cantarem, sensibilizam, educam civicamente a sociedade para não praticarem a caça furtiva.

O concerto programado para ontem sábado, no Gil Vicente, em Maputo, teve a produção da Bang Entretenimento.

Segundo, Bang, produtor do evento, “ a ideia é que todas as cantoras que vieram para Moçambique, sejam embaixadoras da causa nos seus países. Para além de troca de experiência entre os painelistas, o evento tem como objectivo oficializar da cantora Lizha James como embaixadora da organização em Moçambique”. 

   Como Embaixadora, Lizha James poderá defender e difundir os direitos dos animais como elefante e rinoceronte, que estão em vias de extinção no país, devido o abate indiscriminado dos caçadores furtivos.

Como cantora de referência no país, ela tem uma legião de seguidores. E acreditamos que associando a imagem dela neste movimento de mulheres africanas que lutam contra o abate dos animais, podemos constituir mais-valia para organização”, explica Bang.

Leia mais...

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 238 visitante(s) ligado(s) ao Jornal