Ngoma elege os melhores de 2017

O Ngoma Moçambique, iniciativa da Rádio Moçambique, a mais antiga parada de música nacional, na festa dos 30 anos de existência, escolheu Utombi de Kambezo como a melhor canção do ano, numa edição onde Lourena Nhate, conquistou o prémio para a canção mais popular (A Uhembe) e Kota Balu a canção mais votada. Xixel Langa e Félix Waka-Sitoe ficaram com os títulos para Melhor Voz Feminina e Masculina.

FAST FORWARD: Casar cidade com as artes

Quando o evento Maputo Fast Forward (MFF) arrancou ano passado, menos se esperava que na segunda edição, em curso, pudesse juntar artistas de vários países para animar e emprestar à Maputo o estatuto de “cidade criativa”. Aliás, o lema do ciclo de trinta eventos que vão durar trinta dias é: “Maputo Cidade Criativa”.

MÚSICA: Sinto-me esquecida

Texto de Maria de lurdes Cossa

malu.cossa@snoticicas.co.mz

-afirma Guêguê, cantora moçambicana

Há muito que Guilhermina Caetano ou simplesmente Guêguê não é vista em palco. Dona do álbum “Mapongowongo” (intriga), a cantora marcou a infância e juventude de muitos fãs seus que vibravam ao som de temas como “Sanana” e “Mapilapila”.

LITERATURA: Hélder Martins revisita Casa dos Estudantes do Império

O livro A Casa dos Estudantes Do Império - Subsídios para a História do seu período mais decisivo (1953 a 1961), da autoria de Dr. Hélder Martins será lançado, num acto público, no dia 30 de Novembro próximo, às 17:00 horas, em Maputo, no Centro Cultural da Universidade Eduardo Mondlane (CCU).

“Mozambique Meeting”: a montra para os artistas nacionais

Que a música moçambicana tem qualidade ninguém dúvida. Muitos artistas, antigos e novos, têm brindado o público com trabalhos que invadem e tocam o âmago. Apesar destes atributos, a música nacional é pouco consumida fora do país, o que dificulta a participação regular dos cantores em grandes festivais no mundo.

Alexandre Dunduro publica “O Tocador de Timbila”

O escritor moçambicano, Alexandre Dunduro, publica na próxima quarta-feira, dia 22 de Novembro, na cidade da Beira, Sofala, o seu segundo livro infanto-juvenil, cujo título é “Mutondi Tocador de Timbila”. Trata-se de um conto com 37 páginas, onde o autor narra uma história de um jovem, filho de um rei, que quis quebrar algumas regras do reinado.

Editorial

Controlo da SIDA e luta contra estigmatização
domingo, 03 dezembro 2017, 00:00
Como resultado dos esforços empreendidos de 2011 a 2013, Moçambique registou uma redução da transmissão sexual do HIV em 25 por cento, a par da diminuição,... Leia Mais

Versão-Impressa


Opinião

Desporto

Nacional

Breves

Sociedade

Reportagem

Cultura

Em foco

Temos 318 visitantes em linha

Banca de Jornais

Sociedade do Noticias
  • EconomiaEconomia
  • CulturaCultura
  • DomingoDomingo
  • DesafioDesafio
  • NotíciasNoticias

Conselho de Administração

Bento Baloi Presidente

Rogério Sitoe Administrador

Cezerilo Matuce Administrador